NOTÍCIA

Circuito Paulista / Liga ANB3x3

Rio de Janeiro estreia com título na Liga ANB3x3, que segue com SP Hi-Nutrition como líder

Por: Edson Garcia

 

São Paulo, 13 de junho de 2018 – A Liga ANB3x3 chegou à sua sétima etapa com a realização da etapa CERET do IV Circuito Paulista. Mesmo estando na metade do torneio, novidades não param de surgir. Isso porque o mês de junho representa a janela de troca para as equipes, e a primeira transferência não poderia ser mais bombástica: Felipe Camargo, que compôs o grupo de 8 atletas convocados pela Confederação Brasileira de Basketball para um período de treinos visando a Copa do Mundo, decidiu sair do líder da competição, SP Hi-Nutrition, ficando livre para ir ao São Paulo DC, que ainda tinha 2 vagas livres no elenco. Dessa forma o São Paulo DC passa a ter 5 dos 8 jogadores pré-convocados para a Copa do Mundo, tornando ainda mais forte um dos grandes favoritos a ganhar a primeira edição da Liga ANB3x3. Mas se só jogam 4 em cada etapa, quem ficará de fora?

Eles poderão pensar um pouco mais sobre isso e decidir numa próxima etapa, pois Luiz Felipe Soriani e William Evangelista estavam disputando a Copa do Mundo pelo Brasil, juntos aos atletas Carlos Silva Jr e Marcellus Sarmento, ficando de fora da sétima etapa. Assim, o São Paulo DC ficou formado por Jonatas Mello, Douglas Gorauskas, Felipe Camargo e Gustavo Bracco, sexto atleta filiado pela equipe. Ou seja, já tiveram um teste para saber quem será o quarteto principal.

Além desse contexto de movimentações no mercado de atletas 3×3 e a espera por um confronto entre São Paulo DC e SP Hi-Nutrition, o Centro Esportivo, Recreativo e Educativo do Trabalhador (CERET) tinha no ar a expectativa pela estreia de novas equipes filiadas. Uma dessas era o Rio de Janeiro, composto por Fernando Coloneze, ex-jogador do Rio Preto Guarani, Diego Conceição, com passagem pela seleção brasileira de 3×3, André Brugger e Fred Santos (que não jogou a etapa), todos com passagem pelo Novo Basquete Brasil. Já a outra era o Joinville UniSociesc, também formado com atletas com experiência em torneios nacionais, mas com destaque para Jefferson Socas, ex-armador do Real Madrid. Andre Mendes, Kleiton Torres e William Weihermann completaram a equipe.

Com 16 vagas disponíveis, as 10 equipes de melhor classificação passaram direto para a fase de grupos principal, disputada no domingo, enquanto as outras 6, incluindo os estreantes Rio de Janeiro e Joinville UniSociesc, tiveram que disputar o Qualifying Draw no sábado a tarde, junto às equipes SP CHR Basquete, SP DCL Brasil, Basquete Cumbica e SP Team Erasmo, mas passaram sem muitas dificuldades.

 

A fase de grupo, formada a partir da classificação na Liga ANB3x3, ficou da seguinte forma:

Grupo A – SP Hi-Nutrition, Campo Grande NKB e Mogi 3×3

Grupo B – Presidente Prudente, Bauru BKT e SP Atletas do Ano

Grupo C – Santos/Fupes, Santos MemorialFupes e Joinville UniSociesc

Grupo D – Rio Preto Guarani, São Paulo DC e Rio de Janeiro

 

Mostrando o equilíbrio entre as equipes, dois grupos tiveram tríplice empate no número de vitórias, tendo assim a média de pontos como critério para definir quem passaria. No grupo B, o até então desacreditado SP Atletas do Ano surpreendeu e fechou em 21 a 12 seu confronto contra Bauru BKT, resultado primordial para deixar a equipe com boa média e a liderança do grupo, passando Presidente Prudente em segundo. Já o grupo D, considerado o grupo da morte, viu o poderoso São Paulo DC ser eliminado após o tríplice empate com Rio Preto e Rio de Janeiro, que fizeram o jogo mais disputado da fase, com vitória em 21 a 20 para os cariocas. A dupla Will e Soriani fez bastante falta.

Já nos grupos A e C, Mogi 3×3 e Joinville UniSociesc foram os líderes, com SP Hi-Nutrition e Santos/Fupes em segundo. Vale destacar a boa participação de Luiz Felipe, jovem jogador de Mogi 3×3, que desde que entrou na equipe tem contribuído para um jogo cada vez melhor, conseguindo junto aos seus companheiros Pedro Patekoski, Eduardo Ferreira e Elivelton Santos chegar à liderança de um dos grupos, mesmo com a presença do SP Hi-Nutrition. Estaria o time campineiro sentindo falta do Felipe Camargo? Nessa etapa o atleta foi substituído pelo jovem Gabriel Belarmino, que já fazia parte do elenco.

A fase de grupos serviu para comprovar a força também do Joinville UniSociesc, que passou em primeiro com duas vitórias e média de 19,5 pontos por jogo, que só foi superada pela média das equipes Rio Preto Guarani e Mogi 3×3, ambos com 20,5 pontos.

 

Assim foram definidos os confrontos das quartas que tiveram os seguintes resultados:

Mogi 3×3 10 x 20 Rio de Janeiro

Joinville UniSociesc 19 x 21 Presidente Prudente

SP Atletas do Ano 14 x 21 Santos/Fupes

Rio Preto Guarani 21 x 15 SP Hi-Nutrition

 

Como já virou costume da Liga ANB3x3, o equilíbrio entre as equipes mostrou que ser líder da fase de grupos não significa nada. Somente o Rio Preto Guarani conseguiu confirmar a melhor campanha na fase anterior, passando pelo líder da Liga ANB3x3. Santos/Fupes e Rio de Janeiro não deram chance aos seus rivais, enquanto que o Prudente venceu um jogo disputado contra Joinville. Assim, duas das três melhores campanhas na fase de grupos foram eliminadas na fase seguinte, mostrando a imprevisibilidade do torneio.

As semifinais foram definidas, colocando frente a frente duas equipes com experiência em World Tour, Santos/Fupes e Rio Preto Guarani, e duas que foram formadas recentemente e estão conquistando seu espaço, Rio de Janeiro e Presidente Prudente.

A equipe prudentina conta com o cestinha da Liga ANB3x3, David Teles, com um forte jogo no garrafão, conquistando inclusive uma das etapas da Liga ANB3x3. E o atleta fez o que pode, marcando 10 pontos, mas os cariocas souberam tirar vantagem com os arremessos de fora, que somaram 12 pontos, e a grande atuação de Diego Conceição, marcando 11 pontos. Rivais de longa data e com uma final disputada recentemente, Santos e Rio Preto fizeram uma semifinal equilibrada, mas com o mesmo resultado da final da 6ª etapa da Liga: vitória do Rio preto Guarani, classificado para repetir o confronto contra o Rio de Janeiro.

A final entre Rio Preto Guarani e Rio de Janeiro teve arbitragem de dois dos principais árbitros do Brasil, Marcos Antônio e Luciane del Grande. Com atletas no mesmo nível, era de se esperar que o resultado fosse equilibrado – e foi. Prova disso é que três atletas terminaram o jogo com 7 pontos: Diguinho, do Rio Preto; Coloneze e Diego, do Rio de Janeiro. No final do jogo, Diguinho ainda teve a bola para empatar o jogo e levar para a prorrogação, mas acabou mesmo 18 a 16 para o Rio de Janeiro, campeão em sua primeira etapa da Liga ANB3x3. Além do título, a equipe carioca teve os dois principais pontuadores: André Brugger com 57 pontos, sendo 48 de arremessos de 2 pontos, e Diego Conceição com 45 pontos.

 

2

 

Confira a classificação final do evento (entre parenteses a ordem pelo Ranking FIBA3x3):

1º Rio de Janeiro (7)
2º Rio Preto Guarani (1)
3º Santos/Fupes (2)
4º Presidente Prudente (11)
5º Joinville UniSociesc (12)
6º Mogi 3×3 (6)
7º SP Hi-Nutrition (4)
8º SP Atletas do ano (9)
9º Bauru BKT (8)
10º São Paulo DC (3)
11º Campo Grande NKB (5)
12º Santos MemorialFupes (10)
13º SP CHR Basquete (14)
14º SP DCL BRASIL (13)
15º SP Team Erasmo (15)
16º Basquete Cumbica (16)

 

Apesar do vice, Rio Preto Guarani somou importantes 80 pontos na classificação da Liga e pulou para a 4ª colocação, com 358 pontos. Confira os melhores classificados e os principais pontuadores até então:

 

Top 3 da Liga ANB3x3:

1 – SP Hi-Nutrition – 465 pontos

2 – Santos/Fupes – 410 pontos

3 – Presidente Prudente – 405 pontos

 

Cestinhas da Liga ANB3x3

1 – David Teles (Presidente Prudente) – 168 pontos

2 – Luiz Bidart (Santos/Fupes) – 146 pontos

3 – Fernando Fischer (Santos/Fupes) – 127 pontos

 

Estatísticas individuais: https://drive.google.com/file/d/1mxLbGiNokfyQO8sMDmCWT4691j0We1U2/view

 

Mais sobre a Liga ANB3x3: http://basquete3x3.com.br/liga/anb3x3/2018-2/

 

A próxima etapa da Liga ANB3x3 será na etapa de Santos do IV Circuito Paulista de Basquete 3×3, com patrocínio Nextel Brasil, TNT Energy Drink, Guarani e Caixa Econômica Federal, e realização pela Lei Paulista de Incentivo ao Esporte, por meio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo, com apoio da Prefeitura de Santos.