NOTÍCIA

3x3 Feminino / Liga ANB3x3

Possibilidades para o Adulto Feminino na próxima etapa da LIGA ANB3x3

Por: Edson Garcia

 

São Paulo, 18 de março de 2019 – O mês de março tem uma das principais datas comemorativas do ano, o Dia Internacional da Mulher, comemorado sempre no dia 8. E nada poderia ser mais simbólico do que o que vimos na 2ª etapa da LIGA ANB3x3, realizada nos dias 9 e 10 de março no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa em parceria com a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer do São Paulo-SP (SEME) e o Polo de Incentivo ao Basquete (PIB3x3).

A presença feminina nos dois dias de evento foi enorme, apesar de no sábado não ter tido nenhuma equipe feminina em quadra. Já o domingo contou com as 11 equipes filiadas da LIGA ANB3x3 2019, a primeira temporada que está sendo realizada com a categoria Adulta Feminina.

Em quadra, as equipes foram divididas em séries ouro e prata, estratégia usada para que mais equipes tenham a oportunidade de chegar ao título, sendo também premiada por etapa uma equipe a mais do que vinha sendo feito no ano anterior, além de permitir que ao longo do ano o desempenho nas etapas vá fazendo com que as equipes sejam colocadas para jogar com outras de mesmo nível.

É necessário um parenteses para explicar que, mesmo isso trazendo menos pontos para as mulheres no Ranking FIBA num primeiro momento pelo chaveamento com menos equipes, também aumenta o nível competitivo e faz com que se atraiam mais e mais times graças à divisão em ouro e prata, pois é uma constatação que as equipes femininas deixavam de jogar torneios de 3×3 quando achavam não ter o mesmo nível de outras. Logo, é a tentativa de que em longo prazo as equipes femininas tenham maior número e aí sim possam ser feitos torneios um formato que privilegie tanto o nível técnico, quanto a satisfação das atletas e o Ranking FIBA.

 

 

Voltando para a etapa do Centro Olímpico, tivemos a estreia de várias equipes, entre elas os times da capital de São Paulo SP, SP Cohab 1, campeão do Circuito Paulista no ano passado, e o SP Blackout, que era o time com as melhores ranqueadas até ser ultrapassado pelo SP Corinthians 3×3, e times do interior, Rio Preto Smel, Hortolândia e Lençóis Paulista.

A grande final na série prata aconteceu entre The Choice e Rio Preto Smel, com vitória da equipe da capital por 16 a 13. Já na série ouro tivemos revanche entre SP Corinthians 3×3 e SP Hunters. As atletas do Corinthians lideram o Ranking FIBA do Brasil adulto como também Sub23, enquanto que o Hunters é liderado por Alessandra Santos de Oliveira, campeã mundial e duas vezes medalhista olímpica pelo Brasil no basquete tradicional, mas conta também com Simara Garuffi, que por muito tempo jogou no The Choice, e Jéssica Santana, que já até liderou o Ranking FIBA nacional.

 

 

Com a vitória por 21 a 10, o Corinthians chegou ao segundo triunfo na LIGA ANB3x3, e ao sexto título em onze torneios jogados desde sua criação. O número aumenta se contarmos o título dos Jogos Abertos, em que representaram a cidade de São Caetano-SP. Isso explica como fizeram para chegar ao topo do Ranking FIBA no Brasil e as coloca como possíveis convocadas para a seleção que representará o Brasil no torneio classificatório da Copa do Mundo, que será no começo de maio.

Fora da Copa do Mundo desde sua participação em 2014  (corrigido após a publicação), a presença da seleção feminina em competições internacionais é fundamental não apenas pensando em pontuação no Ranking FIBA, mas para aumentar a visibilidade da modalidade perante as mulheres, atraindo até mesmo algumas atletas do basquete tradicional motivadas em chegar aos Jogos Olímpicos. Foi o que aconteceu com a Júlia Carvalho, que se aposentou do basquete tradicional e agora é a número 1 do Brasil no basquete 3×3.

 

 

As atletas agora se preparam para a próxima etapa da competição, que será no Shopping Metrô Tatuapé no primeiro final de semana de abril. Apesar de ter perdido as duas finais para o Corinthians, o Hunter deve ir empolgado para esta etapa, pois o histórico está a favor das suas atletas dessa vez. Dos dois torneios já realizados no Shopping Tatuapé, um foi vencido pelo The Girls, antigo time da Alessandra, e o outro foi vencido pelo Formation, antigo time da Jéssica. Porém, com novas equipes na categoria e a previsão de um chaveamento diferente na etapa – todas as equipes em categoria única e em mata-mata -, é possível que tenhamos surpresas no Adulto Feminino.

A classificação atual da LIGA ANB3x3 tem o SP Corinthians 3×3 na liderança com 210 pontos, seguido de perto pela SP Hunters, que foi vice-campeão das duas etapas que tivemos e tem 160 pontos. Por isso, um título do Hunters na 3ª etapa é o que deixaria a competição mais acirrada, pois tirariam no mínimo 20 pontos dessa diferença, dependendo da posição em que o Corinthians ficar na etapa. As outras equipes precisam também de um bom resultado para não deixar a desvantagem para os líderes a desmotivarem. O título será dado à equipe que conseguir o maior número de pontos no ano, somando-se apenas as 7 melhores pontuações conquistadas.

A Associação Nacional de Basquete 3×3 conta com os patrocínios da Nextel, TNT Energy Drink, Guarani e apoio da Secretaria Especial de Esportes, Secretaria de Esportes do Estado e do Município de São Paulo, com chancela da Federação Internacional de Basquete, da Confederação Brasileira de Basquete e da Federação Paulista de Basquete.

OUTRAS NOTÍCIAS