NOTÍCIA

3x3 no mundo

CBB define os representantes do Brasil para a Copa do Mundo com presença de Soriani

Por: Edson Garcia

 

São Paulo 15 de maio de 2018 – A Confederação Brasileira de Basketball divulgou na última sexta-feira a relação de atletas que representará o Brasil na Copa do Mundo FIBA3x3, que ocorre entre 8 e 12 de junho nas Filipinas. Após período de treinos na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende-RJ, o treinador Douglas Lorite selecionou os seguintes atletas:

  • Luiz Felipe Soriani – jogador do São Paulo DC; 29 anos; número 1 do Brasil no Ranking FIBA3x3
  • Willian Evangelista – jogador do São Paulo DC; 33 anos; número 2 do Brasil no Ranking FIBA3x3
  • Carlos Silva Jr – jogador do Lendas/RJ; 37 anos; número 18 do Brasil no Ranking FIBA3x3
  • Marcellus Sarmento – jogador do Rio de Janeiro 3×3; 30 anos; número 172 do Brasil no Ranking FIBA3x3

Depois da convocação, os atletas já passaram por um segundo período de treinos na própria AMAN, que foi finalizado domingo. A pergunta é: o que acontece até o mundial? Ainda não tivemos divulgação da CBB quanto a novos períodos de treinamentos, mas até o final da Copa do Mundo estão previstas duas etapas da Liga ANB3x3, torneio disputado pelo São Paulo DC.

Recentemente, para o primeiro período de treinos da seleção com 8 atletas convocados, o São Paulo DC atingiu um feito importante com a convocação de todo o seu quarteto titular – Douglas Gorauskas e Jonatas Mello, além dos dois incluídos na lista final. Dessa forma, ficou sem poder atuar na quinta etapa da Liga ANB3x3, já que o elenco máximo que pode ser inscrito é de 6 jogadores, e viu Hi-Nutrition SP abrir 115 pontos a frente na liderança, por exemplo.

Para não passar pelo mesmo nesse período da Copa do Mundo, a equipe provavelmente buscará reforços para completar seu elenco, por ainda ter 2 vagas livres. Entretanto, é inquestionável que a saída dos dois melhores atletas do país na modalidade não será suprida à altura, enquanto seus rivais estão com todos os atletas disponíveis. Além disso, alguns dos nomes que poderiam interessar ao São Paulo DC e jogaram recentemente pela equipe já foram contratados por outras equipes que disputam a Liga ANB3x3, como Ulisses Lima e Victor Matheus, por exemplo, jogadores agora do Rio Preto Guarani e do MemorialFupes Santos.

A idade dos convocados para a Copa do Mundo indica que o foco do projeto da CBB e do treinador Douglas Lorite está no resultado de curto-médio prazo, já que daqui a 2 anos todos estarão acima dos 30 anos e dificilmente estarão no mesmo nível para o próximo ciclo olímpico (é a esse ciclo que se dá o nome de “Olimpíadas”), enquanto atletas mais novos que estavam na lista inicial de 8 jogadores, como Jonatas Mello e Felipe Camargo (Hi-Nutrition SP), com 24 e 27 anos respectivamente, devem estar entre os melhores atletas do país ao menos até os Jogos Olímpicos de 2024 e foram cortados após o primeiro período de treinos.

De qualquer maneira, tudo indica que será a melhor participação do Brasil em Copa do Mundo. Nas outras duas oportunidades em que jogou o torneio (2012 e 2014), fez 10 jogos no total e ganhou apenas 1, não passando de fase em nenhuma das oportunidades. Carlos Silva Jr foi um dos que defendeu a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2012 e é o pilar da experiência na equipe, tendo papel importante a desempenhar como pivô do time. Soriani, Will e Marcellus oferecem muita velocidade, infiltração e arremessos de fora, jogo que se enquadra no que tem sido visto nos torneios de mais alto nível, o que explica as escolhas do treinador. De todos, apenas Will não teve a chance de defender a seleção ainda, enquanto Marcellus já até conquistou títulos pelo Brasil no Mundial Universitário da FISU em 2014 e no Mundialito de 2015. Entretanto, sobra experiência em World Tour para todos eles.

Luiz Felipe Soriani é número 1 do país há muito tempo e terá sua primeira oportunidade em Copa do Mundo, mas seus feitos recentes impressionam. Não foi a toa que ganhou o Prêmio Brasil Olímpico 2017 do Comitê Olímpico Brasileiro. Desde que passou a atuar pelo São Paulo DC, em 2016, foram 12 títulos conquistados, 4 participações em World Tour e, entre as principais conquistas, estão o título do Campeonato Brasileiro CBB 2017, o vice da Copa do Brasil ANB3x3 2017, vice do Challenger Internacional de São Paulo 2017 e o vice do World Tour Americas 2016. Essa história foi construída com William Evangelista, que passou a atuar na mesmo época pelo São Paulo DC. A parceria e entrosamento entre eles também deve ser explorada pelo treinador Douglas Lorite.

O caminho do #3x3Brasil não será nada fácil. O Brasil caiu no grupo C com os anfitriões filipinos, os russos, que já foram medalha de bronze, a Mongólia, recentemente campeã da Copa da Ásia, e o Canadá, da forte equipe Saskatoon, que atua no circuito profissional. O melhor resultado do Brasil na história da modalidade foi uma medalha de prata no mundial Sub18 de 2016. Será difícil atingir o mesmo feito, mas pelo nível de nossos jogadores dá para acreditar que será um torneio para ficar na história.

Lista inicial para Copa do Mundo mostra força da Liga ANB3x3

3×3 Brasil conhece seu caminho na Copa do Mundo

OUTRAS NOTÍCIAS